segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Os genes

Passados vinte e oito anos os meus genes voltam à mesma escola dos grandes. Na realidade não é a mesma, mudou de local, agora é moderna, consta que muito maior, que eu só lá entrei duas vezes e não passei das salas mais próximas da entrada. Já não fica no centro histórico, agora estão lá outros, muito menos do que os dos cursos da ferrugem, do pó e das ciências ocultas que picam se encostamos a mão ao fio.
 
Sempre lhe disse que podia estudar o que quisesse mas era muito importante que o fizesse numa escola de referência. Teve a liberdade de escolher a que quis, ficar perto de casa teria vantagens, mas se quisesse ir para longe teria o nosso apoio. Foi colocado na mesma, não no mesmo curso, mas quis o destino que naquele para onde eu queria ir quase até à altura de fazer a escolha no papel que então se preenchia à mão, com esferográfica. Ainda que por razões diferentes, eu sonhava comandar as máquinas num cenário paradisíaco muito longe das grandes cidades, ele vê-se a bater teclas todo o dia e todos os dias a fazer sei lá bem o quê que faça funcionar telemóveis ou impeça os comboios de irem uns contra os outros ou nos faça pagar a passagem na autoestrada sem bem saber que nos foram ao bolso mais uma vez.
 
Estou muito contente e satisfeito, sinto que conseguimos ultrapassar uma das grandes barreiras que a função parental nos coloca. E estou muito orgulhoso do meu rapaz!

5 comentários:

  1. Parabéns! Que seja muito bem sucedido! :)

    Beijinhos, Ness. :)

    ResponderEliminar
  2. Muitos parabéns! Estou para o mesmo :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, GM.

      E muitos parabéns para ti também :)

      Eliminar
  3. Os nossos filhos são o nosso orgulho... e quando têm sucesso... então aí o orgulho nem nos cabe dentro do peito!

    Beijinhos e parabéns aos pais... e ao filho.
    (^^)

    (estava a pensar fazer uma piada com o Espírito Santo... mas achei foleiro... e desisti)

    ResponderEliminar

Dá mais uma chapada, mas com jeitinho