quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Prognóstico no fim do jogo


Não tenho qualquer ambição de ser político, aprendi cedo, ainda na escola secundária, na febre juvenil das eleições para a associação de estudantes, que o meu estômago não é para esses voos. E digo isto sem ponta de desprezo por quem exerce as funções, até porque muitos só o fazem porque outros, eventualmente mais capazes, se acomodam a uma vida mais confortável e recatada, mesmo sem opíparas e quantas vezes enfastiantes jantaradas, passeios a alta velocidade em automóveis grandes e luxuosos e férias em locais longínquos, enclausurados durante alguns dias em estâncias balneares limitadas a alguns milhares de metros quadrados.

Mas se não é preciso ser um reconhecido técnico de finanças públicas para dizer o que o nosso ministro maismediático alegadamente terá afirmado, também não é preciso saber muito de política para imaginar que tais palavras são totalmente ocas e não servem para mais do que desgastar ainda mais a imagem de alguém que tem uma das fracções maiores da responsabilidade de nos levar a bom porto nos próximos tempos e que necessita da maior tranquilidade para o desempenho das funções.

Creio que, propositadamente, o senhor ministro da economia tem-se mantido resguardado do mediatismo da comunicação social, uma vez que está muito longe de ser um comunicador. Ao senhor ministro das finanças, pensando no anterior igualmente competente em termos de capacidade técnica e até algo melhor comunicador, acredito que muitos dos cabelos se tornem rapidamente brancos e que num ápice se comece a cansar do lugar se ninguém manifestar interesse ou for capaz de o resguardar nos próximos tempos. Em linguagem de ciclista, era bom que outro subisse à cabeça do pelotão.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Momentos I

Brilhava ao longe o cabelo, muito liso e negro. Vinha de túnica preta e jeans, discreta mas elegante, unhas dos pés pintadas em vermelho nada Ferrari, que não vai em modas se não se sentir bem consigo. A pele em tom de exposição solar moderada, própria da época.

Conversa fluida, animada, de quando em vez quase atropelada. Os olhos, ambos os pares, à solta na procura de detalhes, temperados pelo género. O decote, certamente ponderado tendo em conta a situação, ocupava um plano privilegiado, de difícil contenção visual. O rebordo em temas inspirados em civilizações sul-americanas, de cor branca, delimitava uma área geometricamente perfeita, apelando ao recurso a compasso como forma de comprovar o rigor circunferencial. Abusando do clima informal, o vislumbre de um pequeno rebordo de lingerie negra rendada faz aumentar irremediavelmente o ritmo cardíaco.

Já não se encontram muitas ocasiões para aumentar o volume sonoro dentro do automóvel, ainda para mais com música comercial. Felizmente, ainda há momentos que nos fazem sentir bem.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Rescaldo dos melhores dias do ano


No final da temporada de preparação para o novo ano real que já teve início, temporada essa que, desta vez, se reduziu apenas a duas semanas e passadas ao sol, apetece-me resumir os acontecimentos nas seguintes considerações:

  1. Cabanas de Tavira passou a ser a única localidade da costa sul que merece a minha aprovação durante o mês de Agosto; estando longe de ser um conhecedor da região e antiga província, continua a não me apetecer investir tempo e paciência na procura de outras alternativas;
  2. Pela primeira vez experimentei a sensação da soneca vespertina, já que qualquer outra actividade foi derrotada pelo calor; não obstante, continuo a preferir ver calhaus em locais notoriamente mais frescos e, quiçá, mais húmidos;
  3. Fiquei a saber que há um percurso ciclista bem marcado entre Vila do Bispo e Vila Real de Santo António, passando por locais muito interessantes como, por exemplo, as salinas de Tavira; bem coordenado, serão 6 ou 7 dias bem passados;
  4. A Reserva Natural do Sapal de Castro Marim tem um centro de interpretação amplo e de arquitectura moderna; curiosamente, a interpretação está limitada às horas normais de expediente, de segunda-feira a sexta-feira; será, talvez, limitado a turistas profissionais;
  5. A maior atracção do Aquashow são as centenas de modelos que passeiam reduzidos biquínis a toda a hora e em todas as direcções; estando geralmente em posição vertical e passando muito perto, quando não se encontram quase coladas à espera da sua vez para 15 segundos de adrenalina veloz, é uma óptima oportunidade para actualizar o catálogo mental de volumes e formas;
  6. As tendas familiares do tipo 5 segundos demoram mais de uma hora a montar; mas a maior dúvida que me deixaram foi a razão pela qual alguém sai do conforto do lar para ir ver “Laços de sangue” no parque de campismo.