terça-feira, 2 de agosto de 2011

O meu clube, primeiro

Domingos Paciência é o primeiro treinador cuja contratação me agrada desde o saudoso Lazlo Boloni. Apesar de ainda não ter cabelos brancos, pelo menos que sejam visíveis na televisão, condição em meu entender quase determinante nos critérios de escolha. Ganhou todos os jogos a feijões realizados desde que foi para o Sporting. A saga acabou no de apresentação, derrota sem apelo nem agravo por três secos, com a caracterização dos últimos anos. Falta de concentração, falta de empenho e falta de criatividade. Foi bom ter acontecido nestas circunstâncias, será mau se não for corrigido para o primeiro jogo a sério.